Os últimos dias têm amanhecido quentes, gostosos, apesar da preguiça que deriva do calor.

Esse clima traz sensações curiosas, lembranças, imaginação. Não sei ao certo como definir cada sentimento desperto, mas posso dizer que são bons, como a magia preservada de tempos longínquos.

Hoje assisti a um filme interessante onde crianças salvam um mundo mágico com todas as espécies de seres incríveis que se possa imaginar…

Apesar deste segundo filme não ter feiticeira e nem guarda-roupa, a força do leão prevaleceu!

O calor misturado a esse mundo de fantasia me lembra o natal e, consequentemente, o verão.

E, assim como foi gravado em uma folha em um verão não muito distante, faço daquelas palavras as minhas:

“Que a magia e o encanto jamais acabem…”

Afinal de contas, acho que se falava ali da vida como um todo!

Anúncios